background_topo_edited.jpg
CESP - Logo.png

Conhecendo a Tuberculose

Mural de Práticas

Nacional | Mato Grosso do Sul

Novembro / 2020

Pessoa em privação de liberdade; Servidores penitenciários

Promoção da Saúde; Educação em Saúde; Prevenção de Doenças e Agravos

Tuberculose

Conhecimento;

 prevenção

Autores:

Ilana Priscila dos Santos Silva; Ana Gomes de Carvalho; Lucas Ambrosio Rosa Costa

Instituições parceiras:

Estabelecimento Penal Masculino de Coxim, Mato Grosso do Sul; Secretaria Municipal de Saúde de Coxim, Mato Grosso do Sul.

Do que trata a experiência?

Foram realizadas palestras sobre os sintomas da Tuberculose e as formas de transmissão com o médico responsável. As palestras foram realizadas nas alas, para todos os internos e servidores da Unidade Penal. Além disso, entregamos e colamos materiais educativos no Setor de Saúde e no local de acesso aos internos. Obteve-se bons resultados, pois as informações e orientações contemplaram 100% dos internos e servidores.

Que motivos levaram à realização da experiência?

Embora não tenhamos um número significativo de internos contaminados, recebemos transferências de outros presídios em que o índice de contaminação é alto. Portanto, saber identificar os sintomas é relevante para tomarmos as devidas providências.

Quais objetivos foram pensados?

Tornar o conhecimento sobre a tuberculose acessível para reeducandos e funcionários

Qual o passo-a-passo da realização da experiência?

A campanha teve duração de uma semana, onde ocorreram palestras e distribuição de materiais educativos sobre Tuberculose, durante as palestras foi aberto espaço para os internos tirarem dúvidas. Após, foram colados cartazes educativos em lugares estratégicos, os quais seguem fixados na Unidade Penal. Ainda assim, as orientações continuam em diferentes momentos, onde é possível falar sobre isso.

Quais os materiais utilizados nas ações?

Cartazes, Copos, Cadernetas. Caixa de som para as palestras.

Quais foram os resultados?

Expansão da consciência e identificação dos sintomas da tuberculose e suas formas de transmissão.Percebemos que tanto os internos como Servidores estão mais preparados para identificar casos, atualmente, estamos com dois casos de TB na Unidade Penal.

 Acredita que a experiência pode ser replicada em outros lugares?

Sim, em Unidades Básicas de Saúde, com foco nos familiares.

Imprima a experiência: